Como ir de endividado a investidor

Hoje em dia é quase impossível você nunca ter falado sobre investimento ou algum assunto parecido. Este tópico já é algo bem explorado nas conversas, além de possuir muitos conteúdos sobre na internet. Entretanto, esse não é um assunto só pra quem tem muito dinheiro.

Talvez você possa pensar “Como eu vou pensar em investir se não consigo nem pagar todas as minhas dívidas?”. Bom, para conseguir isso realmente não é fácil, mas vamos mostrar algumas dicas que podem te ajudar a transformar sua vida financeira neste artigo.

Foto: (reprodução/internet)

Antes de tudo

Algo que deve ser ressaltado antes de tudo é o planejamento/orçamento financeiro. Quer esteja com muitas dívidas ou não, o planejamento financeiro é extremamente importante para qualquer pessoa em qualquer situação financeira.

Talvez você nunca tenha sido ensinado sobre educação financeira, porém, é possível fazer isso sozinho com a quantidade de conteúdo sobre finanças que há na internet, há diversos assuntos na área que podem fazer sua a sua vida financeira crescer além do esperado.

Dito isto, faça um controle de saídas e entradas das suas finanças, do seu cartão de crédito, dívidas e tudo que engloba suas finanças. Claro que esse orçamento e plano precisa ser feito de acordo com a realidade do seu padrão de vida e da sua vida financeira. Depois disso, podemos começar a falar sobre investimentos.

Foto: (reprodução/internet)

CONFIRA MAIS: Compare os 3 tipos de empréstimos e saiba qual o melhor para você

Fundo de emergência

Assim como o planejamento financeiro é importante em qualquer situação, a criação de um fundo de emergência é extremamente importante também.

As vantagens em fazê-lo são infinitas, com ele você fica resguardado em casos de emergência financeira. Caso surja um imprevisto você pode usar aquele dinheiro para cobrir esse gasto. Assim, sempre que precisar gastar com algo que não estava planejado, você não ficará desamparado.

Vale lembrar que “necessário” são situações de emergência como um acidente de trânsito, momento de crise financeira ou algo do tipo. Gastar além do planejado no cartão de crédito e ter que pagar taxa de juros não é uma situação de emergência.

Uma boa estratégia que você pode fazer é guardar um pequena porcentagem (como 10%) da sua renda fixa ou mensal e tentar aumentar aos poucos de acordo com seu padrão de vida. Faça isso pouco a pouco até se tornar um estilo de vida para você.

Há diversos conteúdos sobre educação financeira que vão te auxiliar muito para que você consiga obter uma mudança de comportamento em relação ao dinheiro. Com esses fundos, você verá que sua vida financeira irá decolar e pouco a pouco o endividamento deixará de ser uma realidade para você!

Investimentos

Há vários fundos de aplicação e infinitas possibilidade de você começar a investir. Abaixo vamos apresentar duas formas mais acessíveis e seguras para você alavancar sua vida financeira e de investidor.

Tesouro direto

Foi criado pelo Governo Federal e é um dos tipos de investimentos mais populares, simples e seguro.

Basicamente, você empresta uma certa quantia de dinheiro para o Governo e eles te dão um título de crédito com uma data de vencimento. Ao chegar no prazo da data de vencimento, eles devolvem o dinheiro acrescido de juros e taxas.

A partir de mais de R$30 já é possível começar a investir nesse fundo. Aliás, é muito importante ler o contrato no momento de solicitar, pois o valor que você receberá, data de vencimento e dados importantes estará nesse contrato.

CDB

Esse tipo de empréstimo é bem parecido com o Tesouro Direto, porém, nesse caso você empresta o dinheiro para algum banco. É uma opção segura também, aliás, sua aplicação é assegurada pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Conclusão

Além desses, há diversas outros fundos e aplicações de investimentos para você, basta pesquisar que na internet há conteúdo de sobra.

Mude sua vida financeira ainda hoje!

Artigos Relacionados